sábado, junho 18, 2005

Depois da Dor

A dor é imensa e eterna. Não há Ria formosa, não há Dunas, não há Praia que a resolvam, que a retirem porque ela é imensa e eterna. Esta dor é afiada. Está ainda picar-me o lado esquerdo bem ao pé do coração, mas não chega lá nem por sombras. É apenas imensa e eterna e já nem sequer é minha. Da minha dor já me esqueci, já não dói. Nem marca ficou...apenas uma leve lembrança de uma grave dor que já é de outros.
A Minha Dor é Sempre Curada e esqueço-me logo Dela com um Breve Relâmpago Olhar para Cacela.
Catarina Maria Veiga Miranda

5 Comments:

Anonymous patrícia said...

You are so beautiful to me:)

6/18/2005 12:04 da tarde  
Blogger catarina said...

...Só para ti?

6/18/2005 12:04 da tarde  
Anonymous patrícia said...

...Não Sei...espero que para mais gente:)Deixa lá isso, descansa e diverte-te.Mereces.

6/18/2005 12:06 da tarde  
Blogger catarina said...

Gostas de Mim?

6/18/2005 12:06 da tarde  
Anonymous patrícia said...

Amo-te e Quero-te Tanto

6/18/2005 12:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home